Hamburg, a segunda maior cidade da Alemanha

Cheguei em Hamburgo às 8 horas de uma terça feira para ir embora na quinta de manhã. Fui para visitar a cidade e conhecer a Wanessa, brasileira que eu já conversava há quase 1 ano e que já estávamos querendo marcar algo há algum tempo. Assim como Copenhague, foi uma viagem rápida e mais tranquila.

Comprei o Hamburg Card, ticket que dá direito ao transporte e alguns descontos em atrações, lojas e restaurantes durante o período de 24 horas. Como eu ia ficar dois dias na cidade, comprei dois. 

DSCN2352E - Hamburg, a segunda maior cidade da Alemanha

Onde ficar?

Achei super moderno o hostel em que fiquei, se chama Superbude. São duas unidades, uma no bairro de St. Pauli, onde me hospedei,  e outra em St. Georg. 

Desde o início achei tudo legal lá! Cheguei cedo e por isso meu quarto ainda não estava liberado, então me troquei e antes de sair, deixei minha mala em um armário com chave que fica na recepção.

Quando voltei no final do dia, achei o quarto maravilhoso! Sem a menor dúvida foi o melhor hostel que eu já fiquei, super indico! Vou poupar explicações e apenas deixar algumas fotos abaixo.

Fotos retiradas do site do hostel Superbude.

O que fazer em Hamburgo?

Comecei meu dia andando pelo porto. Me sentei em um banco e abri o mapa da cidade para circular todos os lugares que eu queria ir. Fiquei lá por uns 10 minutos, tempo suficiente para um cara que passava de bicicleta parar do meu lado e perguntar se eu precisava de ajuda. Coisa que já aconteceu comigo diversas vezes pela Alemanha. Os alemães não podem te ver com um mapa aberto que já oferecem ajuda, mais solícitos impossível!

Rathaus

O Rathaus funciona como a prefeitura, mas no caso de Hamburgo, por ser uma cidade-estado, é também onde ficam o senado e o parlamento. O prédio construído no fim do século XIX demorou 11 anos para ser concluído. Tem 647 cômodos e ocupa 17.000 metros quadrados. Sua fachada é barroca e decorada com estátuas de imperadores. Fica localizado no centro da cidade.

DSCN2360E - Hamburg, a segunda maior cidade da Alemanha

É possível realizar tours pela prefeitura e as informações podem ser encontradas em seu site oficial.

 

Miniatur Wunderland

O Miniatur Wunderland é uma atração bem interessante. Um museu com miniaturas que retratam as várias fases, acontecimentos e fatos do cotidiano na Alemanha, Áustria, Suíça, Estados Unidos e Escandinávia. Sua construção teve início em 2000 e até hoje não foi realmente finalizada, pois conforme o tempo passa, novas ideias para sua ampliação também surgem.

Os detalhes das cenas são impressionantes, dentre elas estão o aeroporto, com aviões que voam; estação de ski; estádio de futebol; Oktoberfest e estação de trem. A cada 15 minutos é feito um jogo de luzes que cria a atmosfera do amanhecer e anoitecer nas cidades para podermos observar a diferença do funcionamento entre o dia e a noite.

O ambiente que mais gostei foi a sala em que tinham diversas maquetes iguais, mas cada uma retratava Berlim em uma época diferente. A primeira mostrava como era antes da Segunda Guerra Mundial e conforme caminhava para as seguinte, ia acompanhando as mudanças na história, como o início da guerra, o final, depois que acabou, início da construção do muro de Berlim, quando ele ficou pronto, pessoas protestando, queda do muro e por fim depois da queda.

Localização:  Kehrwieder 2-4/Block D

Mahnmal St. Nikolai

A igreja St. Nikolai é uma das mais antigas de Hamburgo. É uma igreja em ruínas que foi fundada em 1195 e destruída durante os ataques aéreos em 1943. Sua torre tem 174 metros de altura e isso já fez dela a maior do mundo, hoje é a quinta. É símbolo da destruição causada durante a Segunda Guerra Mundial e também um memorial que conta a história dos ataques que a cidade sofreu. 

DSCN2527E - Hamburg, a segunda maior cidade da Alemanha

Ela tem um elevador de vidro que sobe entre as colunas da igreja que leva os visitantes até o topo de sua torre. Do topo é possível apreciar uma das mais belas vistas da cidade. Não pude subir, pois estava fechada no dia.

Localização: Willy-Brandt-Straße 60

Hauptkirche St. Michaelis

DSCN2531E - Hamburg, a segunda maior cidade da Alemanha

A igreja St. Michaelis, popularmente chamada de Michel, é um marco da cidade e dedicada ao arcanjo Miguel. É a maior igreja de Hamburgo e sua torre oferece uma excelente vista da cidade. Para chegar no topo é possível pegar um elevador, ou subir os 449 degraus.

Vista do alto da torre.

Sua torre do relógio é de 132 metros de altura e desde os anos 1680 tem sido um farol para os navios que navegam pelo rio Elbe. É nela que está o maior relógio da Alemanha, com mais de 24 metros de diâmetro.

Localização: Englische Planke 1

Hauptkirche St. Katharinen

Conhecida como a igreja dos marinheiros, a St. Katharinen foi fundada em 1250 e gravemente danificada durante o bombardeio em julho de 1943, seu interior foi completamente queimado. Apenas uma estrutura da torre foi preservada do primeiro edifício da igreja, que hoje é a estrutura vertical mais antiga de Hamburgo. Sua torre de 116,7 metros e possui 6 sinos, mas apenas 5 deles estão em uso, sendo um deles de 1626.

Localização: Katharinenkirchhof 1

DSCN2523E - Hamburg, a segunda maior cidade da Alemanha

Elbtunnel

O túnel que tem 425,5 metros de comprimento e 24 metros de profundidade passa abaixo de uma das vias de tráfego marinho mais movimentadas do mundo. Foi terminado em 1911 e sua construção durou 4 anos. Seu objetivo era ligar dois bairros de lados opostos do rio Elba: Landungsbrücken e Steinwerder.

DSCN2588E - Hamburg, a segunda maior cidade da Alemanha

A proposta de construir um túnel em baixo da água do rio foi bem inusitada para a época, mas essa foi a única ideia que não apresentou problemas. Todos os dias em torno de 50 mil trabalhadores cruzavam o rio por meio de barcas, e conforme a movimentação de navios de carga aumentava, esse transporte se tornava mais complexo.

É possível chegar até ele por meio de escadas ou elevador, seu acesso é gratuito para pedestres e ciclistas, mas pago para veículos.

Localização: St. Pauli-Landungsbrücken 5

Sankt Pauli

Sankt Pauli é o bairro boêmio de Hamburgo, onde está localizada a famosa Reeperbahn, rua onde se localiza a maior parte da vida noturna da cidade, como boates, casas de strip e sex shops.

DSCN2598E - Hamburg, a segunda maior cidade da Alemanha

Pelo fato do bairro estar próximo ao porto, se tornou a porta de entrada dos músicos e artistas estrangeiros. A região se tornou conhecida pela rebeldia pelos movimentos dos jovens contra os nazistas.

Foi nesse mesmo bairro que os Beatles fizeram seu primeiro show fora da Inglaterra em 1962, no Star Club, bar que não existe mais. Em 2008 foi feita em forma de homenagem à banda, a Beatlesplatz, praça em formato de disco de vinil com as esculturas dos cinco integrantes. Um deles está mais afastado do restante e faz referência ao integrante que deixou a banda.

Panoptikum

O Panoptikum é um museu de cera originário da Alemanha fundado em 1879 pelo escultor Friedrich Härmann Färber. Seu nome significa “tudo que pode ser visto”, mas ganhou o significado de “gabinete de curiosidades” na língua alemã. O museu hoje conta com aproximadamente 130 figuras dividias entre 4 andares e é administrado pelo bisneto e a tataraneta do fundador.

Pelo fato de ser alemão, além de de personalidades conhecidas pelo mundo, o museu possui diversas figuras alemãs como Angela Merkel, Albert Einstein, Beethoven e até mesmo Hitler estão presentes.

Ele é o mais antigo museu de cera da Alemanha e um dos melhores do país. Uma das preocupações do museu e de seus artistas é manter as escalas e perspectivas durante a confecção das figuras. Elas são produzidas por dois escultores e cada uma vale aproximadamente 20.000€.

Localização: Spielbudenpl. 3

O que mais fazer em Hamburgo? Se tiver alguma dica, escreva um comentário abaixo, porque pretendo voltar em breve.

 

 

(Visited 301 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta